domingo, 17 de agosto de 2014

A volta dos que não foram

Desde que eu tinha meus 12 anos de idade, nada na cabeça e muito tempo livre, cultivo uma coisa chamada blog. Era tudo muito tenso, usávamos internet discada - eu tinha o discador do IG! -, fazíamos gifs animadas que demoravam mil anos pra carregar, não fazíamos ideia do que estávamos fazendo. O tempo passou muito depressa, eu cresci (nem tanto), comecei a estudar muito pra virar esta porcaria de técnica em informática que ainda não aprendeu a trocar uma placa-mãe e essa vibe dos blogs ficou um pouco para trás. Primeiro porque, convenhamos, a blogosfera não é mais como era antigamente. Não existe mais aquele feeling de você postar coisas sobre você, textos ou até mesmo as gifs animadas, que agora se restringem ao Tumblr e Buzzfeed. Parece que tudo tem se resumido a Looks do Dia. Inclusive nada contra, até tenho amigas que são, mas sinto que a blogosfera se resumiu a looks e unhas somado a geração whey protein.

Meu brigadeiro de whey protein me deixa assim.

Mas tudo que é bom deve ser cultivado, e o desejo em escrever permanece em mim. Eu preciso sempre de um espaço para escrever o meu muro pessoal das lamentações. Preciso mesmo. Ok, existe o Twitter (140 caracteres pra mim é pouco) e o Facebook (caracteres demais, gente demais), mas este aqui é o único espaço no planeta Terra onde eu posso escrever absolutamente tudo além de deixar o espaço bonitinho com minhas manipulações com o photoshop e não ter aquela tia velha chata fofocando sobre o que você escreveu nos aniversários de criança. Eu sempre sumo daqui periodicamente, talvez por nunca conseguir levar as coisas adiante, ou por falta do que escrever mesmo. Mas sempre volto. E alguns hábitos simplesmente não saem de você, mesmo que você tente.

O RITUAL satânico

Absolutamente tudo que fazemos na vida, sendo seres humanos que somos, envolve algum tipo de ritual. Desde o ritual de acordar - e eu sei que vocês colocam o despertador no modo soneca até enjoarem da musiquinha -, até coisas bem mais complexas e chatas como casar e ter filhos ritual de pesquisar e escolher nomes de crianças que nunca vão nascer. Pertencer à blogosfera não é diferente, e eu particularmente sempre faço o meu velho ritual de (re)iniciação.

Status: acendendo a vela preta.

Preparar o layout: Isso toma tanto tempo da minha vida que é preciso um período de férias pra isso. Primeiro porque eu sou uma tremenda perfeccionista e blogueira das antigas aprendi HTML com os templates do Brumaximus. Segundo que, sem fazer isso, sinto como se o período de hiatus simplesmente não tivesse acabado. Seria como tomar banho e não trocar de calcinha, se é que vocês me entendem.

Visitar outros blogs: Porque uma blogosfera de um blog só é insuportável. Mas além disso, eu sempre dou uma conferida nos blogs que eu costumava ler antes do meu próprio hiatus. Às vezes eu ainda encontro blogs de pessoas que eu conheci em 2007/2008 que estão aí até hoje. E também conheço novos blogs, o que dá uma certa atmosfera que eu gosto muito, de conhecer pessoas através do que elas escrevem em seus espaços <3

Escrever textos compulsivamente: Enquanto eu estou aqui escrevendo, já vou imaginando as mil crônicas que eu nem escrevi ainda mas já gosto pacas. Aliás, isso é o passo mais importante do ritual de iniciação na blogosfera, porque pelo menos pra mim é completamente inútil ter um blog e não escrever nada nele (embora eu não tenha deletado o Burlesque Suicide por motivos de: layout muito lindo).

Põe ~exclusivo~ no rodapé, minha filha, dá trabalho pra fazer esse layout todo.
Após os três passos do meu ritual, aí sim posso dizer que voltei a espalhar para o mundo a minha palavra que não é de deus e chamar os miguxos pra ler e dar avaliações ("olha, Fernanda, acho que você exagerou nesse parágrafo"). E muitas coisas acontecem, mil pessoas passam pela minha vida, mas tá aí uma coisa que veio pra ficar: o blog. Eu voltei de um lugar que nunca saí.

11 comentários:

  1. Feliz com o retorno e no aguardo das próximas postagens

    ResponderExcluir
  2. muito legal o texto, estilo desciclopédia
    auhashuasuhasuh

    ResponderExcluir
  3. hahahahahaahhaa exatamente como penso! Já tive tantos blogs na vida e tantos já deletei, mas sempre acabo voltando. É como um vício essa necessidade de escrever.
    Abraços! :)

    ResponderExcluir
  4. Olha, eu passo por uma situação bem semelhante. Tive vários blogs e hoje estou tentando manter o Resenhando vivo, mas toda vez que criei um novo tem que ter o ritual , parece que não fica completo antes dessas pequenas coisas.
    Eu acho super legal isso. TODO pessoal que se identifica como old school na blogesfera tem essa opinião sobre a (não tão) nova onda de blogs de moda e conteúdo feminino. Nada contra, óbvio, eu mesmo acompanho alguns, mas realmente parece que tudo ficou muito superficial.
    É isso! Welcome back, e que sua estadia seja longa e promissora (:

    ResponderExcluir
  5. Cara, sempre vejo por aí blogueiras muito boas reclamando que a blogosfera se resume a looks do dia hoje em dia. E realmente tem muitos, MUITOS blogs por aí que só falam de produtos e unhas e roupas, mas também tem coisa boa se você procurar, é claro.
    Não acho que os blogs tenham ficado pra trás. Sinceramente, acho só que a "moda" passou, e hoje em dia tem blog quem sente que tem algo a dizer. Então mesmo que esse "algo a dizer" seja uma unha mal-pintada e um look do dia, acho mais válido que um post com três gifs, um meme e uma foto da Avril Lavigne (saudades 2006 hahah).

    Sobre preparar o layout: Sabe aquela coisa de "quanto mulher quer mudar, primeiro muda o cabelo"? É, eu também sou assim, só que com o layout do blog. kk
    Visitar outros blogs é essencial. Uma das melhores partes, se não A melhor, quando o conteúdo é interessante.
    E escrever compulsivamente, bem, eu já perdi a conta de quantos textos tenho salvos em rascunho e que nunca serão publicados... Triste.

    ResponderExcluir
  6. Cara, espero que eu seja uma das responsáveis pela sua volta, afinal, eu te enchi o saco HAHAHA mas já disse que ficou lindo de viver isso aqui, e esse post HAHAHA eu juro que às vezes penso em usar essas imagens engraçadas no meu blog, mas tenho preguiça de procurar, mas é genial.
    É tãaaao bom blogar, escrever compulsivamente e olhar outros blogs, mas cara, aproveita enquanto você pode. Durante a faculdade, eu mantive meu antigo blog por um tempo, depois parei de blogar porque eu só pensava em fanfic. Podia ter aproveitado mais, bobinha.
    Faz logo um blogroll aqui! HAHAHA Beijo gata garota.
    http://www.canseidesernerd.com/

    ResponderExcluir
  7. Acabei de comentar sobre esse assunto no "egeirophobia", e eu disse que não vejo como um problema. É escroto, mas é só não comentar e buscar blogs com mais conteúdo. Entendo que talvez seja chato perder um tempo maior procurando e tal, mas vale a pena.
    Nunca troco o layout. Acho que só troquei uma vez, em três anos de blog. rs

    ResponderExcluir
  8. ÇLKASDLKALÇSDKÇLAKSÇDLKASD Mas você não tem ideia do tanto que me diverti com esse post. Tirando a troca de layouts que rola com frequência quase zero por motivos de: sou uma pamonha nesses assuntos, meu ritual é exatamente igual o seu. E sabe, se tem uma coisa que acho maravilhosa é essa de sempre ter um lugar para onde voltar. Sumir a gente até some vez ou outra, mas uma hora a gente volta. Ah volta ♥

    ResponderExcluir
  9. É bom ter um blog pra chamar de seu, colocar as ideias, devaneios... Como vc mesma disse, twitter e facebook não são a mesma coisa! E realmente, se o layout não tá pronto não tem como sossegar D: De qualquer forma, bem vinda de volta :3

    ResponderExcluir
  10. Adorei encontrar mais alguém das antigas além de mim! ♥ Seu trabalho com o layout valeu à pena, ficou muito bacana - apaixonei-me pelo banner! E preciso dizer que te admiro, pois não enho a mínima vontade de mexer no novo blogger... uso o clássico mesmo e dane-se, sou dessas #revolucionária
    Também não me identifico muito com esses blogs look do dia e unhas, se quer saber. Só com os de receitas - por motivos consideráveis, tipo, gordices. HAHAHAHA! Mas me desanima, parece que escrever sobre si mesmo perdeu o charme nos diários virtuais - o que é uma baita ironia, olha só essa frase! xDD

    Obrigada de coração por ter passado e comentado lá no Hishoku - fico feliz que tenha gostado! ç-ç/ Valeu, de verdade! Espero que você encontre alguém bacana agora nos eu retorno pra fazer o meme legal ♥

    beijinhos :*

    ResponderExcluir